FACEBOOK

quarta-feira, 13 de abril de 2016

Você atrai o que você é…


Não diga “eu quero”. 
Diga “eu posso”. 
Não diga “não tenho”. 
Diga “terei em breve”. 

Mude a chave de suas verbalizações para o polo positivo. Se não possui ainda o dinheiro necessário para pagar algo, jamais diga “não tenho dinheiro”. Diga em breve terei o dinheiro necessário para…”. Se ainda não tem o ofício que ama, jamais fale mal ou amaldiçoe seu trabalho. 

E também não faça o mesmo com seus relacionamentos. Isso te coloca em estado de revolta. E você receberá mais motivos 
para sentir-se assim. Você atrai o que você é. 
Abençoe em sua vida tudo aquilo que ainda lhe causa mal estar. E agradeça. 

Repita sempre:
“isso é apenas um aprendizado, eu abençoo essa situação, aprendo com ela e logo estarei em uma situação melhor”

Por mais difícil que sua realidade lhe pareça, essa é apenas uma percepção distorcida daquilo que você mesmo criou. Por mais estranho que seja, você se colocou onde está. Se não gosta de sua vida agora, é porque seu interior também não lhe agrada. 

E toda mudança, repito e repito: vem de dentro. 
Não procure soluções externas. 
Procure conhecer-se, amar-se, 
abençoar-se, perdoar-se. 
Sinta-se merecedor de tudo aquilo que lhe é de direito. 

O natural do SER é SER feliz, próspero, abundante, saudável. Comece a decretar o que você quer em sua vida. Esqueça as ofensas, esqueça o fracasso, esqueça o que lhe faz sofrer. Liberte-se da negatividade. 
Peça ajuda se não consegue sozinho. 
Se você continuar a repetir o mesmo comportamento, repetirá também os resultados. 

Mude seus hábitos mentais, escolha suas palavras, semeie o bem sem ver a quem. Coloque sua vida ou seus problemas dentro de uma bolha cor de rosa e deixe-a flutuar… 

Entregue ao universo. 
E CREIA. 
Ame. 
Acolha. 
Compreenda. 
Sorria. 
Agradeça. 
Abrace. 
Sonhe. 
Preencha-se da imensurável felicidade de ter todos os dias um presente: 

O milagre de RECOMEÇAR.”

Juliana Nishiyama

terça-feira, 12 de abril de 2016

A felicidade acontece quando a sua vida se encaixa com o que você é


Descobrir como ser feliz ou qual caminho seguir para ser essa felicidade é um desafio que há séculos homens e mulheres tentam descobrir. E neste início de ano, as palavras de Osho sobre o assunto podem ser mais que inspiradoras, mas uma luz capaz de iluminar nosso caminho e nos fazer entender, de fato, o que é a felicidade, como o que também não é.

Com a palavra, Osho:

“Se você olhar para os pássaros, se você olhar para as estrelas, então verá que tudo está vibrando em tremenda felicidade. Parece que a felicidade é a matéria-prima com a qual a existência é feita. E somente o homem é infeliz. No fundo, alguma coisa está errada.

Buda não está enganado, nem está mentindo. E eu digo isso a você, não com base na autoridade da tradição; eu digo isso a você com base na minha própria autoridade. O homem pode ser feliz, mais feliz que os pássaros, mais feliz que as árvores, mais feliz que as estrelas, porque o homem tem algo que nenhuma árvore, nenhum pássaro, nenhuma estrela tem. O homem tem consciência.

Mas quando você tem consciência, então duas alternativas são possíveis: ou você pode tornar-se infeliz, ou você pode tornar-se feliz. A escolha é sua. E algo aconteceu com essa liberdade. Alguma coisa está errada. O homem está, de uma certa maneira, de cabeça para baixo.

Um homem feliz simplesmente vê Deus em todo lugar. E você precisa de olhos felizes para ver Deus. Se você quer ser feliz, então comece a fazer escolhas naturais.

Há muitas ocasiões em que você terá que ser desobediente – seja!

Haverá muitas ocasiões em que você terá que ser rebelde – seja!

Não há nenhum desrespeito implícito nisso. Seja respeitoso com seus pais. Mas lembre-se de que a sua mais profunda responsabilidade é com o seu próprio ser.

Todo mundo está sendo empurrado e manipulado. Ninguém sabe qual é o seu destino. O que você realmente sempre quis fazer foi deixado de lado.

E como você pode ser feliz?

Alguém que poderia ter sido um poeta tornou-se simplesmente um emprestador de dinheiro. Alguém que poderia ter sido um pintor tornou-se um médico. Alguém que poderia ter sido um médico, um belo médico, é agora um homem de negócios.

Todo mundo está fora do lugar. Todo mundo está fazendo alguma coisa que nunca quis fazer; daí a infelicidade.

A felicidade acontece quando a sua vida se encaixa com o que você é, quando se encaixa tão harmoniosamente que qualquer coisa que você fizer será pura alegria. Então, de repente, você descobrirá que a meditação segue você.

Se você ama o trabalho que está fazendo, se você ama a maneira como está vivendo, então você está meditativo. Então nada irá desviar você.

Nós temos nos desviado por motivos não naturais: dinheiro, prestígio, poder. Ouvir o pássaro cantar não vai lhe dar dinheiro. Ouvir o pássaro cantar não vai lhe dar poder e prestígio. Observar uma borboleta não irá ajudá-lo economicamente, politicamente, socialmente. Essas coisas não lhe trarão remuneração, mas essas coisas irão fazê-lo feliz.

Uma pessoa verdadeira tem coragem de se voltar para as coisas que a fazem feliz. Se com isso ela permanecer pobre, ela permanecerá pobre; ela não reclamará disso, ela não guardará nenhum rancor.

Ela dirá: ‘Eu escolhi o meu caminho, eu escolhi o cantar dos pássaros e as borboletas e as flores. Eu posso não ser rico, tudo bem, mas eu sou rico porque eu sou feliz’.

Esse tipo de homem não necessita de qualquer método para se centrar, por que não é preciso, ele está centrado. Seu centramento está por toda a sua vida.

Você sempre escolhe algo do lado de fora, e você barganha com algo do lado de dentro. Você perde o interior e ganha o lado de fora.

Mas o que você vai fazer com isso?

Mesmo se você tiver todo o mundo aos seus pés, mas se você tiver perdido a si mesmo; mesmo se você tiver conquistado todas as riquezas do mundo, mas se você tiver perdido seu próprio tesouro interior, o que você fará com tudo aquilo? 
Essa é a miséria.

Seja feliz! e a meditação virá em seguida. 
Seja feliz, e a religião virá em seguida.

Felicidade é a condição básica. As pessoas se tornam religiosas somente quando elas estão infelizes; então a religião delas é falsa. Tente entender porque você está infeliz.

Tente entender a diferença na ênfase: Você não está errado! É só o seu padrão, a maneira de viver que você aprendeu é que está errado. As motivações que você aprendeu e aceitou como suas, não são suas.

Elas não irão realizar o seu destino. Elas vão contra a sua essência, elas vão contra o que lhe é elementar.

Lembre-se disso: ninguém mais pode decidir por você. Todos os mandamentos deles, todas as ordens deles, todas as moralidades deles, são simplesmente para matar você. Você tem que decidir ser você mesma.

Você tem que tomar sua vida em suas próprias mãos. De outra maneira a vida vai seguir batendo em sua porta e você nunca estará lá; você estará sempre em algum outro lugar.

Sempre que eles encontram uma bela atmosfera meditativa circundando um homem, eles sempre descobrem que ele estava tremendamente feliz; vibrante com a alegria, radiante. Essas coisas se tornaram associadas. E eles pensam que a felicidade vem quando você está meditativo. E é exatamente o oposto: a meditação é que vem quando você está feliz.

Você tem que deixar de lado todos os padrões que foram impostos a você, e você tem que encontrar a sua própria chama interior.

Não se preocupe muito com o dinheiro, porque ele é o maior desvio da felicidade. Eu não sou contra o dinheiro, lembre-se. Não me interprete mal. Eu não sou contra o dinheiro, eu não sou contra nada.

Dinheiro é um meio. Se você for feliz e você tiver dinheiro, você se tornará mais feliz. Se você for infeliz e tiver dinheiro, você se tornará mais infeliz, por que o que você fará com o seu dinheiro?

Eu digo que as pessoas não são mundanas quando elas não mudam seus motivos por causa de dinheiro.

Mas em algum ponto do caminho, todo mundo se perdeu. Você foi educado por pessoas que não se realizaram. Você foi educado por pessoas que não tinham saúde. Você pode sentir pena delas.

Eu não estou lhe dizendo para ser contra elas. Eu não as estou condenando, lembre-se. Simplesmente sinta compaixão por elas. Os pais, os professores do colégio e da universidade, os chamados líderes da sociedade, eles foram pessoas infelizes. Eles criaram um padrão infeliz em você.

E você ainda não assumiu a sua própria vida. Eles viveram segundo uma interpretação errada, e essa foi a miséria deles. E você também está vivendo segundo uma interpretação errada.

A meditação ocorre naturalmente a uma pessoa feliz. A meditação ocorre naturalmente a uma pessoa alegre. A meditação é muito simples para uma pessoa que pode celebrar, que pode curtir a vida.

Mas você tem tentado isso de uma outra maneira, e assim não é possível.”

Espero que as palavras de Osho nos tragam reflexões. Será que estamos vivendo um padrão de vida errado e o pior, de outros? Será que essa “busca” por felicidade nunca terminará, porque não estamos em estado meditativo?

Estar em estado meditativo é estar presente. Será que um dos motivos da infelicidade do homem vem de “não estar presente?”

Deixo vocês com essas reflexões e eu, fico cá com as minhas. Se quiser refletir comigo é só comentar.

Lidiane Franqui

domingo, 10 de abril de 2016

Você colhe o que planta na profundidade do que acredita…


“Se você acreditar que tem mil anos, 
você tem mil anos. 
A realidade não esta fora, ela está dentro. 
Uma semente por exemplo, pode ser guardada por mil anos, mas ela só vai crescer se você a plantar. Esta mesma semente pode até dar origem a toda uma floresta. 

O crescimento é interno e a natureza se expande em direção ao que flui e ao que você acredita. 
O tempo é uma realidade que não esta fora de si e só quem olha para dentro enxerga a preciosidade da vida. Pensamentos são sementes que se materializam somente se plantadas no coração. 
Tanto para o mal ou tanto para o bem, não existe uma lei específica. Você colhe o que planta na profundidade do que acredita. ”

Rhenan Carvalho

sábado, 9 de abril de 2016

O CORPO FALA E A VIDA COBRA


De quantos novelos somos feitos? 
Quantos nós ainda teremos que desatar?
Tenho pensado nisso há um bom tempo, mas ficou mais evidente na última semana, quando minha mãe, subitamente, nos deu um susto. 
Com crises fortíssimas de labirintite, foi parar no hospital. E a causa veio em seguida: ansiedade.

Nossa vida é uma manta composta de muitos novelos, e as tramas se cruzam compondo o derradeiro desenho. De repente percebemos que não é possível separar as linhas, que não dá para individualizar as cores, pois tudo se transforma numa coisa só.

Assim também não guardamos em compartimentos individualizados cada porção daquilo que nos acontece ou afeta. Não existem gavetinhas onde arquivamos capítulos dos dias vividos ou explosões de sentimentos experimentados. Ao contrário, cada capítulo interfere diretamente no outro e no todo, bagunçando ou alinhando a estrutura de nossa manta.

A paleta de cores de minha mãe, antes tão organizada e com cada cor em seu lugar, foi bagunçada. 
Sem se dar conta, seu pincel dançou uma dança só dele, e misturou todas as tintas de uma só vez. Não teve como o corpo não falar. A aparente calmaria foi alterada sem aviso prévio; o curso de seu mar se rebelando contra a força de seus remos.

Não podemos fugir de nossa história. 
Daquilo que é colocado à nossa frente e precisamos atravessar. 
Nem sempre o caminho é limpo, livre de vendavais e espinhos. 
Nenhuma travessia está livre disso. 
Tentar apaziguar as intempéries da jornada agindo como se não houvesse tropeços é o mesmo que tapar os ouvidos e acreditar que os barulhos deixaram de existir. A existência grita, a existência cobra, a existência chama. 

É preciso ouvir o compasso das emoções sem receio do que há lá no fundo. É preciso suportar os vazios e respeitar a dor, tendo sensibilidade para despir-se das proteções costumeiras e mergulhar nu no silêncio carregado de mistério que há dentro de nós.

O corpo fala e a vida cobra. 
Se não nos permitimos um pouco de silêncio e solidão, respirando devagar e dando a mão aos pedidos da alma, adoecemos. 
É preciso não ter medo de se aprofundar. 
Ousar desconstruir-se para então se resgatar. 
Entender que somos feitos de muitos novelos, e que não é possível imaginar a colcha completa sem o entrelaçamento de todos os pontos, arremates e nós.

E mesmo sabendo que os nós se atam e desatam a todo instante, é possível continuar tecendo essa manta incrível que é a vida. 
Encarando os desafios como empurrões para um desfecho melhor dos nossos dias, e acreditando firmemente que desmanchar alguns pontos ou recuar algumas casas não significa fracasso, e sim novas chances de reencontrar a si mesmo, mais crescido, mais completo e provavelmente mais feliz.

“A Soma de Todos os Afetos”,

Fabíola Simões

terça-feira, 5 de abril de 2016

Desapego…


“Desapegue das coisas e pessoas.
Ame-as do fundo do coração, mas as deixe livres para fazerem suas próprias escolhas. O ser humano tem mania de querer ter posse de tudo. Isso é ego.

Esquecem que na nossa ligeira passagem pela Terra, tudo é emprestado para nossa evolução espiritual. Por isso, tudo é passageiro e temporário e nada é pra sempre. Esse desapego talvez seja uma das mais duras lições que tenhamos que aprender nessa vida. Deus une as pessoas para que evoluam juntas e aprendam a amar incondicionalmente. Nesse incondicional não existe eu quero e sim eu respeito.

Não existe…
é meu e sim estar junto, por um tempo que pode durar dias, meses ou anos. Tudo depende do tipo de troca que um dá ao outro e do quanto conseguem evoluir juntos. Quando uma pessoa não consegue mais acrescentar nada a outra, a própria vida os distancia. Se acaba a evolução, consequentemente acaba o tempo de estarem juntos.

Nada é por acaso.
Por isso faça com todos o seu melhor sempre, ajude, ensine e ame impreterivelmente. Estamos aqui pra isso. Só assim a gente é livre e consegue ser verdadeiramente feliz!!!”

Luciana Cescon

Escolha ser feliz!!!


Fazer algo porque todo mundo acha que deve ser assim é absurdo. É muito importante não magoar e nem decepcionar os outros, mas isso não deve ser às custas do sacrifício da própria vontade e necessidade de ser feliz. Ninguém, por mais próximo que seja, poderá decidir o que você vai viver.

É sua vida!
E você só tem essa!
É muito fácil dizer o que os outros devem ou não fazer. Não é por que se está de fora que vê-se melhor.
A verdade é que decidindo por nós as pessoas tornam-se responsáveis pelas nossas escolhas. Mas isso, pode ter certeza, não passa pela cabeça delas. 
Se formos infelizes depois elas não vão dizer:
“descanse, fique de fora que vou ser infeliz por você, pois a culpa foi minha.”

E, para falar a verdade, mesmo se fosse o caso,
isso não seria possível. Ninguém, sofrendo nossas dores, faz com que doa menos em nós. É digno e honesto cumprir promessas. Mas é desonesto cumpri-las somente por dever, sem que haja um real sentimento movendo essa decisão. Ser honesto com os outros é muito bom. Mas, antes, é fundamental ser honesto consigo mesmo. Por mais doloroso que seja, por mais difícil que possa parecer, libere-se do que pensam e dizem os outros.

Pergunte-se:
o que eu quero para minha vida?
Uma coisa é certa: talvez você não saiba exatamente o que você quer, mas sabe muito bem o que não quer.

Letícia Thompson

domingo, 3 de abril de 2016

O preguiçoso / Nem Tudo me Convém


O preguiçoso

Numa região montanhosa, havia uma caravana de pessoas, cada qual carregando sua cruz. 
Todas as cruzes eram do mesmo tamanho, porém, umas eram mais leves e outras mais pesadas. Havia na fileira, um retardatário que preguiçoso e comodista carregava sua cruz com má vontade e rebeldia. Ele notou que os que estavam a sua frente se perdiam de vista. 

Resolveu então parar e cortar um pedaço de sua cruz. 
Pensou: 
“Assim andarei mais rápido e passarei na frente de todos.” 

Caminhou apenas alguns quilómetros com sua cruz, agora mais leve e deparou com um precipício. Ficou imaginando como os demais tinham atravessado. Percebeu então que cada um tinha usado a sua própria cruz como ponte. Infelizmente a sua cruz estava cortada e não alcançava o outro lado do precipício. Assim, ele teve de retornar e apanhar uma nova cruz.

*********************************
Nem Tudo me Convém

Todos nós passamos por momentos difíceis na vida, pois estamos aqui para evoluirmos e crescermos. Sabemos que somente os obstáculos é que nos fazem pensar e usar o dom da inteligência, da paciência, da tolerância e da fé, para que possamos ultrapassá-los.

Nesses momentos de dificuldades, lembremo-nos de que o nosso Pai Celestial está sempre olhando por nós. Ele está em nós como nós estamos Nele. Assim, tenhamos a certeza de que nada passa sem que nosso Pai saiba.

Nem tudo o que pedimos nos convém. Tenha certeza que se você não recebeu tudo o que pediu, com certeza recebeu tudo que precisava. O desespero e a revolta diante das adversidades só demonstram a nossa falta de fé e confiança na Providência Divina. Nem sempre o que aparenta ser um mal não o é na realidade. Muitas vezes um obstáculo aparece em nosso caminho para impedir que caminhemos rumo à queda fatal.

Pensemos e ao analisarmos profundamente a questão veremos o quanto nosso Pai Celestial é sábio em seus desígnios. Diante de tudo devemos agradecer sempre, tendo a certeza de que Deus nosso Pai só quer o melhor para cada um de nós. Seu amor por nós é infinito e Ele sempre estará a nos esperar para nos dar a mão amiga e nos carregar em seu colo quando não suportarmos mais o peso das aflições.

Tenhamos o pensamento firme de que o remédio para os nossos males às vezes é amargo, mas por Ele iniciaremos o processo da cura. Confiemos assim, seguros de que jamais estaremos sós e que nos momentos de dor mais intensa, nosso Pai estará velando por nós, e confiante de que ao passarmos por todas as provas com resignação, estaremos prontos para usufruir a verdadeira vida de paz, alegria e felicidade!!!

Gotas De Paz