FACEBOOK

segunda-feira, 23 de maio de 2016

A maturidade emocional e o domínio de si mesmo


Ao contrário do que muita gente pode pensar, maturidade emocional não está relacionada a idade. Aqueles que são emocionalmente maduros possui características que os diferencia, dentre elas a capacidade de lidar com situações adversas com mais tranquilidade, ou seja, com 
resiliência.

Mas, não para por aí as diferenças que fazem com que as pessoas emocionalmente maduras sejam tão admiradas. Essas pessoas, além de resilientes, possuem domínio de si mesmo e aí está o grande motivo que faz com que elas sejam vistas como mais evoluídas.



Maturidade emocional e as adversidades

Pessoas maduras passam por problemas e frustrações como todo mundo, mas elas lidam com essas situações com mais tolerância. Sentem aborrecimentos, se entristecem, desanimam. Mas, de forma alguma descarregam essas emoções em outras pessoas.

Não se fazem de vítimas e, ao invés de lamentar, se propõem a analisar a situação e buscar formas de revertê-las. Toleram em silêncio, mas não deixam de agir.

Maturidade emocional e o domínio de si mesmo

Quem busca se conhecer inevitavelmente caminha em direção à conquista da maturidade emocional. O ser que se conhece adquire domínio de si mesmo, pois reconhece seus defeitos e, ao invés de os ignorar, trabalha para eliminá-los.

Quem se conhece se ama e maturidade tem tudo a ver com amor próprio. Afinal, quem não se ama pouco tem domínio sobre suas emoções, principalmente na esfera dos relacionamentos amorosos. E por falar em amores, pessoas emocionalmente maduras amam com intensidade, mas sem meter os pés pelas mãos. Sabe que o outro está ali para somar e não completar.

Além do que já foi dito, maturidade emocional também é saber dizer adeus quando algo chega ao fim. Protelar o que não tem conserto é imaturo e atrai ainda mais sofrimento.

Além disso, ser maduro é não reclamar de tudo e agradecer pelo que possui. Aqueles que só reclamam demonstram que não possuem a capacidade de olhar a vida por um ângulo mais amplo, afinal, sempre há algo para agradecer. E reclamar é um dos comportamentos mais infantis que uma pessoa pode ter.

Outra características das pessoas maduras é não ser severo demais consigo. Elas sabem que cada um tem um tempo para se desenvolver e consigo não é diferente. Enfim, não se culpa pelo seu passado, mas se empenha para não cometer os mesmos erros.

“Maturidade emocional é perceber que não tenho necessidade de culpar ou julgar ninguém pelo que acontece comigo”

quarta-feira, 18 de maio de 2016

A IMPORTÂNCIA DAS VIBRAÇÕES


Vibrações curadoras 

Vibrações de Amor e Fé curam os males físicos e espirituais, todos temos condições de amenizar a dor do outro ou a nossa própria dor, basta que façamos vibrações positivas e de coração àqueles que necessitam da nossa ajuda, com certeza seremos atendidos pela Providência Divina.

Jesus que foi o maior médico de todos, curou apenas com seu amor e devotamento ao próximo e deixou a nós seus irmãos este ensinamento maravilhoso, mas poucos sabem utilizar-se dessa dádiva, porque ainda somos pequeninos diante de tanta grandeza benéfica, nos sentimos inseguros diante da doença ou das dificuldades que são inerentes ao nosso fortalecimento e crescimento espiritual.

Somos capazes de promover maravilhas através de nossas vibrações de amor e carinho, por isso a importância de estarmos com nosso coração aberto para dar e receber as bençãos que nos são enviadas através das preces que oferecemos ao Alto a nosso favor ou a favor de alguém.

Viva intensamente as vibrações positivas que são designadas a você através de pensamentos e sentimentos salutares, diante de tantos benefícios que as vibrações curadoras nos dão, não temos o direito de desperdiçar nossas forças com sentimentos pequenos e com pensamentos negativos, devemos sim agradecer a oportunidade da mudança consciente e da ajuda constante ao nosso próximo, pois necessitamos uns dos outros para avançarmos positivamente na evolução da vida.

As Vibrações e Nós
 

As vibrações são parte integrante da nossa existência, no corpo físico ou no espírito, tudo que pensamos ou sentimos são vibrações, que podem ser positivas ou não. Diante disso, devemos estar alerta e vigilantes quanto ao que estamos pensando ou sentindo, porque poderemos trazer muitos transtornos a nós mesmos.

Quando estamos vibrando paz, amor e serenidade, percebam que tudo a nossa volta segue tranquilamente e com equilíbrio, nosso corpo responde positivamente a todos esses sentimentos benéficos, mas se estivermos angustiados, com raiva, com ódio e mágoa percebam que tudo entra em desequilíbrio, tornando a vida muito mais difícil do que ela realmente é.

Devemos diariamente rever nossas atitudes e nossos pensamentos para não entrarmos em sintonia com sentimentos que só nos trarão dificuldades. 
Se neste momento você estiver passando por alguma dificuldade, veja como anda seu pensamento e o que está desejando ao seu próximo e verás como as vibrações que emitimos tem tudo a ver com que estamos passando.

Portanto vigiar pensamentos e sentimentos é nosso dever, porque através deles poderemos buscar nossa felicidade e harmonia ou nosso desespero e frustração.
Quando estiver com maus pensamentos e sentimentos, busque na prece o remédio para aliviar seu coração e sua mente. 
Lembrem-se que as vibrações que emitimos podem modificar nossa vida, só depende de nós.

Vibrações de Amor
 

Quando estamos num estado emocional equilibrado e livre dos pensamentos menores, nos tornamos mais sensíveis ao chamamento das vibrações positivas que rondam o Universo e que são proporcionadas pelos benfeitores espirituais que trabalham incessantemente pela harmonia e a paz entre todos os povos.

E para a Espiritualidade Maior não existe a distinção de nenhum conceito social ou material, vale apenas o amor que temos em nosso coração. 
É muito importante que tenhamos sempre pensamentos elevados, quando emanamos amor recebemos as dádivas de doar esse sentimento tão único e sublime, nos tornamos melhores e assim conseguimos dar aos nossos semelhantes toda nossa compreensão e carinho.

Na atualidade onde tudo parece muito tumultuado, não percebemos que por muitas vezes abandonamos as vibrações de amor para vibrarmos a impaciência e a intolerância, nos tornando assim, frios e insensíveis às dores do outro. 

Para não abandonarmos as vibrações de amor, devemos nos manter vigilantes quanto ao que estamos vivenciando diariamente e como estamos nos comportando diante das dificuldades que nos procuram.

Gotas de Paz

Frases Dalai Lama


Só existem dois dias no ano que nada pode ser feito. Um se chama ontem e o outro se chama amanhã, portanto hoje é o dia certo para amar, acreditar, 
fazer e principalmente viver.
*****************************
A mais profunda raiz do fracasso em nossas vidas é pensar, 'Como sou inútil e fraco'. 
É essencial pensar poderosa e firmemente, 
'Eu consigo', sem ostentação ou preocupação.
*****************************
O período de maior ganho em conhecimento e experiência é o período mais difícil da vida de alguém.
****************************
Toda ação humana, quer se torne positiva ou negativa, precisa depender de motivação.
***************************
Algumas pessoas têm amor por você, outras têm raiva. O que sentem nem sempre depende de seu comportamento. 
As reações delas às vezes são justas, 
outras vezes são injustas. 
Dê sem contabilizar. 
E esteja atento às necessidades delas.
******************************
Dê a quem você ama: 
asas para voar, raízes para voltar e motivos para ficar.
**************************
Se você quer transformar o mundo, experimente primeiro promover o seu aperfeiçoamento pessoal e realizar inovações no seu próprio interior.
*************************
Determinação, coragem e auto-confiança são fatores decisivos para o sucesso. 
Se estamos possuídos por uma inabalável determinação, conseguiremos superá-los. Independentemente das circunstâncias, devemos ser sempre humildes, recatados e despidos de orgulho.

Dalai Lama

sábado, 7 de maio de 2016

Liberte-se das energias dos outros


Como as energias externas influenciam o nosso cotidiano, identificá-las é uma questão de sobrevivência. Vocês não têm noção do quanto absorveram de seus pais só por estarem convivendo com eles. 
Vi, por exemplo, mulheres com medo da sexualidade sem que tivessem sido ultrajadas. Elas incorporaram da própria mãe o constrangimento que ela tinha sobre o assunto por questões religiosas e culturais. Isso significa que, sem querer, incorporamos conceitos e achamos que aquilo nos pertence.

Portanto, tome uma atitude. 
Não deixe que esses fenômenos aconteçam e você leve a pior. 
Sim, porque estar ligada às  energias alheias é estar com a vida presa, atada por completo. 
E sinto dizer: 
uma das influências mais frequentes é a da mãe. 
Com a intenção de querer o bem para o filho, as mães acabam adotando condutas inadequadas na educação.

Quando peço aos pacientes para perguntarem ao próprio corpo à energia de quem eles estão presos, geralmente aparece a mãe. 
Ela surge em várias partes do corpo. 
Se você senti-la nas pernas significa que ela interfere na sua liberdade de ir e vir. 
Se for nos ombros mostra que você assume 
a vida que ela determinou. 
Nos olhos? 
Por certo, ela quer que você enxergue 
a vida como ela. 
Na garganta significa que você só pode expressar seus sentimentos sob sua autorização. 
Nos seios? 
Revela que ela lhe ensinou a pensar mais nos outros do que em si mesma. 
A influência energética da mãe se expressa como uma voz na sua cabeça que fica falando: 
isso pode, isso não pode etc.

Não adianta argumentar indo contra a educação que ela lhe deu; dessa forma você cria um conflito. 
E argumentar é alimentar esse conflito. 
Uma vez reconhecida a influência da mãe, pare e diga: isso não é meu, não vou cultivar essas ideias. Quero fazer apenas as coisas que EU acho certas. 
Se errar e tiver que pagar, eu me banco.

Talvez você tenha se deixado influenciar por sua mãe porque queria a aprovação dela. 
Mas agora chega. 
Mande esses conceitos embora porque eles estão atrasando sua vida. 
Falei da mãe porque a convivência com ela é significativa. 
É claro que outras pessoas também exercem influência, como seu pai, namorado, irmão, amigo. Seja quem for, liberte-se. 
Como? 
Se aprove, se ame e se baste.

sábado, 9 de abril de 2016

O CORPO FALA E A VIDA COBRA


De quantos novelos somos feitos? 
Quantos nós ainda teremos que desatar?
Tenho pensado nisso há um bom tempo, mas ficou mais evidente na última semana, quando minha mãe, subitamente, nos deu um susto. 
Com crises fortíssimas de labirintite, foi parar no hospital. E a causa veio em seguida: ansiedade.

Nossa vida é uma manta composta de muitos novelos, e as tramas se cruzam compondo o derradeiro desenho. De repente percebemos que não é possível separar as linhas, que não dá para individualizar as cores, pois tudo se transforma numa coisa só.

Assim também não guardamos em compartimentos individualizados cada porção daquilo que nos acontece ou afeta. Não existem gavetinhas onde arquivamos capítulos dos dias vividos ou explosões de sentimentos experimentados. Ao contrário, cada capítulo interfere diretamente no outro e no todo, bagunçando ou alinhando a estrutura de nossa manta.

A paleta de cores de minha mãe, antes tão organizada e com cada cor em seu lugar, foi bagunçada. 
Sem se dar conta, seu pincel dançou uma dança só dele, e misturou todas as tintas de uma só vez. Não teve como o corpo não falar. A aparente calmaria foi alterada sem aviso prévio; o curso de seu mar se rebelando contra a força de seus remos.

Não podemos fugir de nossa história. 
Daquilo que é colocado à nossa frente e precisamos atravessar. 
Nem sempre o caminho é limpo, livre de vendavais e espinhos. 
Nenhuma travessia está livre disso. 
Tentar apaziguar as intempéries da jornada agindo como se não houvesse tropeços é o mesmo que tapar os ouvidos e acreditar que os barulhos deixaram de existir. A existência grita, a existência cobra, a existência chama. 

É preciso ouvir o compasso das emoções sem receio do que há lá no fundo. É preciso suportar os vazios e respeitar a dor, tendo sensibilidade para despir-se das proteções costumeiras e mergulhar nu no silêncio carregado de mistério que há dentro de nós.

O corpo fala e a vida cobra. 
Se não nos permitimos um pouco de silêncio e solidão, respirando devagar e dando a mão aos pedidos da alma, adoecemos. 
É preciso não ter medo de se aprofundar. 
Ousar desconstruir-se para então se resgatar. 
Entender que somos feitos de muitos novelos, e que não é possível imaginar a colcha completa sem o entrelaçamento de todos os pontos, arremates e nós.

E mesmo sabendo que os nós se atam e desatam a todo instante, é possível continuar tecendo essa manta incrível que é a vida. 
Encarando os desafios como empurrões para um desfecho melhor dos nossos dias, e acreditando firmemente que desmanchar alguns pontos ou recuar algumas casas não significa fracasso, e sim novas chances de reencontrar a si mesmo, mais crescido, mais completo e provavelmente mais feliz.

“A Soma de Todos os Afetos”,

Fabíola Simões

terça-feira, 5 de abril de 2016

Escolha ser feliz!!!


Fazer algo porque todo mundo acha que deve ser assim é absurdo. É muito importante não magoar e nem decepcionar os outros, mas isso não deve ser às custas do sacrifício da própria vontade e necessidade de ser feliz. Ninguém, por mais próximo que seja, poderá decidir o que você vai viver.

É sua vida!
E você só tem essa!
É muito fácil dizer o que os outros devem ou não fazer. Não é por que se está de fora que vê-se melhor.
A verdade é que decidindo por nós as pessoas tornam-se responsáveis pelas nossas escolhas. Mas isso, pode ter certeza, não passa pela cabeça delas. 
Se formos infelizes depois elas não vão dizer:
“descanse, fique de fora que vou ser infeliz por você, pois a culpa foi minha.”

E, para falar a verdade, mesmo se fosse o caso,
isso não seria possível. Ninguém, sofrendo nossas dores, faz com que doa menos em nós. É digno e honesto cumprir promessas. Mas é desonesto cumpri-las somente por dever, sem que haja um real sentimento movendo essa decisão. Ser honesto com os outros é muito bom. Mas, antes, é fundamental ser honesto consigo mesmo. Por mais doloroso que seja, por mais difícil que possa parecer, libere-se do que pensam e dizem os outros.

Pergunte-se:
o que eu quero para minha vida?
Uma coisa é certa: talvez você não saiba exatamente o que você quer, mas sabe muito bem o que não quer.

Letícia Thompson

domingo, 3 de abril de 2016

O preguiçoso / Nem Tudo me Convém


O preguiçoso

Numa região montanhosa, havia uma caravana de pessoas, cada qual carregando sua cruz. 
Todas as cruzes eram do mesmo tamanho, porém, umas eram mais leves e outras mais pesadas. Havia na fileira, um retardatário que preguiçoso e comodista carregava sua cruz com má vontade e rebeldia. Ele notou que os que estavam a sua frente se perdiam de vista. 

Resolveu então parar e cortar um pedaço de sua cruz. 
Pensou: 
“Assim andarei mais rápido e passarei na frente de todos.” 

Caminhou apenas alguns quilómetros com sua cruz, agora mais leve e deparou com um precipício. Ficou imaginando como os demais tinham atravessado. Percebeu então que cada um tinha usado a sua própria cruz como ponte. Infelizmente a sua cruz estava cortada e não alcançava o outro lado do precipício. Assim, ele teve de retornar e apanhar uma nova cruz.

*********************************
Nem Tudo me Convém

Todos nós passamos por momentos difíceis na vida, pois estamos aqui para evoluirmos e crescermos. Sabemos que somente os obstáculos é que nos fazem pensar e usar o dom da inteligência, da paciência, da tolerância e da fé, para que possamos ultrapassá-los.

Nesses momentos de dificuldades, lembremo-nos de que o nosso Pai Celestial está sempre olhando por nós. Ele está em nós como nós estamos Nele. Assim, tenhamos a certeza de que nada passa sem que nosso Pai saiba.

Nem tudo o que pedimos nos convém. Tenha certeza que se você não recebeu tudo o que pediu, com certeza recebeu tudo que precisava. O desespero e a revolta diante das adversidades só demonstram a nossa falta de fé e confiança na Providência Divina. Nem sempre o que aparenta ser um mal não o é na realidade. Muitas vezes um obstáculo aparece em nosso caminho para impedir que caminhemos rumo à queda fatal.

Pensemos e ao analisarmos profundamente a questão veremos o quanto nosso Pai Celestial é sábio em seus desígnios. Diante de tudo devemos agradecer sempre, tendo a certeza de que Deus nosso Pai só quer o melhor para cada um de nós. Seu amor por nós é infinito e Ele sempre estará a nos esperar para nos dar a mão amiga e nos carregar em seu colo quando não suportarmos mais o peso das aflições.

Tenhamos o pensamento firme de que o remédio para os nossos males às vezes é amargo, mas por Ele iniciaremos o processo da cura. Confiemos assim, seguros de que jamais estaremos sós e que nos momentos de dor mais intensa, nosso Pai estará velando por nós, e confiante de que ao passarmos por todas as provas com resignação, estaremos prontos para usufruir a verdadeira vida de paz, alegria e felicidade!!!

Gotas De Paz