FACEBOOK

domingo, 30 de agosto de 2015

As 10 Regras para teres uma Vida Bela:


1º A tua principal tarefa e fazeres o teu trabalho interior. Para teres mais daquilo que realmente queres na vida, primeiro tens de te tornar quem realmente és.

2º Encara a Vida como uma Escola de crescimento. 
E todas as coisas que tu vives, quer sejam boas, quer sejam difíceis, vieram até ti, para aprenderes as lições que mais precisas. Compreende é nestas lições que te permites a tua evolução pessoal.

3º Sê tu mesmo, sê verdadeiro. O melhor da vida e teres uma vida autêntica. Nunca te traias. 
Retira a mascara facial e tem a coragem pessoal de apresentar o teu verdadeiro eu ao mundo.

4º Lembra te tu colhes aquilo que projetas. 
As nossas vodas exteriores são apenas um reflexo das nossas vidas interiores. Lança luz ao teu lado Negro,e torna se ciente das tuas falsas crenças, as tuas limitações sai do teu mundo tacanho, e o mundo mudará.

5º Vemos o mundo não como ele é, mas como nós somos. Aprende que a verdade é filtrada da maneira como nós a vemos no nosso contexto pessoal. 
Limpa as tuas janelas e limparás a tua vida, e só assim terás a verdade.

6º Vive no teu coração, pois a tua sabedoria interior nunca te mente. Segue os ensinamentos do teu coração e serás conduzido ao te destino.

7º Abdica do controlo da tua Vida. 
Assim criarás espaço para as possibilidades entrarem na tua vida.

8º Constrói ligações humanas, dedica te a aprofundar laços com as pessoas que te rodeiam. 
Ajuda os outros a alcançarem os seus sonhos, procura ser altruísta só ato de servir sem esperar nada.

9º Cuida de ti, faz algo todos os dias para alimentar a tua mente. Cuida do teu corpo físico, estes atos são essenciais de auto respeito e amor próprio.

10º Deixa um legado neste mundo. 
Vive em prol de uma causa superior a ti. 
E Reencontra te!

Anjos De Evolução

sexta-feira, 28 de agosto de 2015

DESAPEGA DO QUE NÃO TE FAZ BEM!


Desapega. 
Joga fora. 
Manda pro espaço. 
Deixa fluir. 
Joga na lixeira o que não te faz bem: 
os amores mal resolvidos, a mensagem não visualizada, os colegas que não querem te ver tão bem assim… vai desapegando aos poucos e deixa as coisas melhorarem conforme o tempo passa. 
Acredite: elas vão melhorar.

A sensação que nos toma quando o apego é forte, pode ser avassaladora. Pode tirar a paz, se manifestar como estresse e desencadear ondas de tristeza. 
E você precisa disso? 
Não, não precisa! 
Dá pra viver com sossego, daqueles bem merecidos.

Já jogou tudo que te faz mal na lixeira? 
Beleza. Você sabe que eles ainda estão rondando. Então, aproveite a faxina emocional para botar todo esse lixo pra fora, sem dó.

Exorcize esses encostos da sua vida. 
E não se culpe por nada. Você pode ter namorado o demônio e isso não significa que você é uma má pessoa também. 
Nem pense que você não é legal porque alguns dos seus amigos te abandonaram. Pense apenas que eles nunca foram seus amigos, e sim colegas. 
Se tá difícil conseguir um emprego, não esquenta. Não tá fácil pra ninguém. 
Se na faculdade tudo vai mal, saiba que se esforçando você chega lá (e depende só de você, encare isso de modo positivo). 
Aquele esquema parou de responder as mensagens? Vá fazer coisa melhor que esperar pelo outro o mundo não para!

A vida é muito curta pra gastar o tempo com pequenos vícios. Sabe, aqueles pequenos vícios que nos deixam loucos de raiva e que não precisam de um gasto tão grande de energia. 
Com o tempo, esses grandes problemas são apagados do tempo, parece até que ficam empoeirados em alguma prateleira inalcançável.

É difícil dizer “Xô, problema. Sai da minha vida. Vaza. Chispa.”. 
É mais difícil ainda colocar isso em prática. 
Você precisa saber pra onde quer ir. 
Precisa se questionar mais. Sobre a vida, trabalho, família, estudo, relacionamentos. 
É preciso traçar um objetivo e tentar chegar lá, dar o sangue para chegar aos resultados.

Então, depois que botar o lixo pra fora, faça uma lista do que te faz bem. Liste tudo. 
Aquela música do Chet Faker. 
Aquele episódio do seu seriado favorito. 
Até música brega vale: de Rosana (Como uma Deusa) até Odair José. Coloque, também, todas as pessoas que fazem o seu dia valer a pena e agradeça. 
Não se esqueça das pequenas coisas: 
da brisa no seu rosto quando volta pra casa, da simpatia do vizinho de cima, do seu cantinho, do sabor do café, do pôr-do-sol. 
Liste suas cores preferidas, não precisa ser uma só.

Agradeça, mentalmente, as pessoas que te provaram que a vida não é um mar de rosas. 
Coloque na lista a lasanha que só sua avó sabe fazer. Liste suas fantasias sexuais preferidas. 
Se solte. Uma lista de gratidão pode te dar mais ânimo para esquecer de vez a parte ruim.

Não negue seus sentimentos. Separe as coisas entre as que te fazem bem e as que fazem mal. 
E não tenha nenhum problema em desapegar do que te tira o sono. Depois de desapegar você vai acabar se sentindo mais leve e, consequentemente, mais feliz.

Ju Umbelino Via: Te escrevi – Ju Umbelino.

10 CONSELHOS QUE RECEBEMOS ANTES DE VIR PARA ESSE PLANETA: Energias, Espiritualidade, Perfeito


1. Você receberá um corpo. 
Poderá amá-lo ou odiá-lo, mas ele será seu todo o tempo.

2. Você aprenderá lições. 
Você está matriculado numa escola informal de tempo integral chamada Vida. 
A cada dia, terá oportunidade de aprender lições. Você poderá amá-las ou considerá-las idiotas e irrelevantes.

3. Não há erros, apenas lições. 
O crescimento é um processo de ensaio e erro, de experimentação. 
Os experimentos ‘mal sucedidos’ são parte do processo, assim como experimentos que, em última análise, funcionam.

4. Cada lição é repetida até ser aprendida. 
Ela será apresentada a você sob várias formas. 
Quando você a tiver aprendido, passará para a próxima.

5. Aprender lições é uma tarefa sem fim. 
Não há nenhuma parte da vida que não contenha lições. Se você está vivo, há lições a serem aprendidas e ensinadas.

6. ‘Lá’ só será melhor que ‘aqui’ quando o seu ‘lá’ se tornar um ‘aqui’. 
Você simplesmente terá um outro ‘lá’ que novamente parecerá melhor que ‘aqui’.

7. Os outros são apenas espelhos de você. 
Você não pode amar ou odiar alguma coisa em outra pessoa, a menos que ela reflita algo que você ame ou deteste em você mesmo.

8. O que você faz da sua vida é problema seu. 
Você tem todas as ferramentas e recursos de que precisa. O que você faz com eles não é da conta de ninguém. A escolha é sua.

9. As respostas para as questões da vida estão dentro de você. Você só precisa olhar, ouvir e confiar.

10. Você se esquecerá de tudo isso.. 
e ainda assim, você se lembrará.

O Segredo

AS DEZ COISAS QUE OS SERES DAS SOMBRAS MAIS GOSTAM QUE VOCÊ FAÇA


1. Que você minta

Que não viva a verdade em cada ato, que não faça da vida aquilo que gosta, que procure preponderar os interesses materiais em relação aos conscienciais e que jamais cumpra com a sua palavra.


2. Que você tenha muita dúvida.

Que sinta-se inseguro o tempo todo e que não tenha fé na vida, nas pessoas e nas possibilidades que o universo nos oferece.

3. Que você não estabeleça uma conexão com a Fonte Divina ou Deus.

Que você acredite que só se vive uma vida. 
Em especial que você se concentre em aproveitar a vida no sentido de apenas se divertir o tempo todo, principalmente que você não dê atenção a evolução do amor e da consciência. Quanto menos você pensar e agir no sentido de realizar a missão da sua alma, que é o propósito da sua existência, mais você agrada os seres das sombras e mais você facilita o trabalho deles.

4. Que você não se preocupe jamais com os outros.

Que não pense em caridade, em bem estar alheio, em colaborar para a formação de uma sociedade mais digna e elevada. 
Quanto mais você pensa unicamente nos seus interesses mundanos, mais você agrada e facilita o trabalho das sombras.

5. Que você jamais perdoe, que sinta muita raiva e desejo de vingar-se das pessoas as quais lhe fizeram mal.

Além disso, que você faça valer a sua palavra a qualquer preço, sem compaixão, sem paciência e sem respeito. 
O tipo de campo de energia produzido por esses sentimentos alimenta muito a força dos seres das sombras, oferecendo a eles alimento, energia e campo de ação para suas investidas nefastas.

6. Que você jamais estude e que nunca busque o desenvolvimento de seus potenciais.

Em especial que você seja acomodado, preguiçoso e sem iniciativa. Quanto menos você cuidar do seu corpo, da sua mente, das suas emoções e do seu espírito, mais você ajudará a facilitar o trabalho das sombras. Quanto mais alienado e cético você for, melhor!

7. Que você seja fanático, determinista, inflexível, convicto e fascinado.
Quanto menos tolerância, equilíbrio, leveza e sensatez você tiver nos seus atos, mais você contribuirá para as estratégias dos seres das sombras.



8. Que você elimine da sua vida a oração, a meditação e qualquer tipo de prática espiritual.

De preferência que você substitua essas práticas por vícios como drogas, álcool, fumo, alimentação desequilibrada, jogos e sexo promíscuo. 
Quanto mais você abandonar práticas saudáveis, mais você contribuirá para abrir a porta de acesso que liga os seres das sombras até você.

9. Que a sua disciplina seja muito ruim.

E que você nunca tenha persistência para seguir seus objetivos, para realizar suas práticas diárias de conexão com Deus e que nunca tenha perseverança em seguir os seus sonhos.

10. Que jamais acredite na sua intuição.

E que siga apenas a voz da razão e que não confie em nada, absolutamente nada que não seja comprovado cientificamente ou que não tenha relevância acadêmica. 
Em especial, que você abandone a sua sensibilidade de perceber as coisas e situações, acreditando apenas no que você vê com os próprios olhos. 
De preferência, quando situações ruins acontecerem em sua vida, vitimize-se e rapidamente encontre um culpado, que certamente não deve ser você.

Não quer alimentar atitudes que atraiam 

obsessores ou seres das sombras para a sua vida? 
Quer construir um estilo de vida que lhe faça feliz?
 Quer estar em sintonia com as Fontes Divinas?

Então faça um exame de consciência e elimine da sua vida esses comportamentos citados anteriormente. Eliminando esses erros comuns você certamente dará um importante passo na conquista de uma vida cheia de bênçãos e bem aventurança!

Bruno Gimenes via O chamado da Luz

domingo, 23 de agosto de 2015

FECHAR CICLOS, FECHAR PORTAS, ENCERRAR CAPÍTULOS: O IMPORTANTE É FECHA-LOS E SEGUIR EM FRENTE…


É preciso aceitar quando uma etapa da vida termina. Se você insistir em permanecer nela, poderá perder a alegria e o sentido de viver. 
Chame como quiser: fechar ciclos, fechar portas, encerrar capítulos; o importante é fechá-los e seguir em frente.

Não podemos viver o presente pensando no passado e nem ficar o tempo todo nos perguntando: 
“Porque isso aconteceu comigo”? 
Não podemos ser crianças ou adolescentes eternamente, nem funcionários de empresas inexistentes ou ter vínculos com pessoas que não gostam de nós. Os problemas acontecem e devemos deixá-los ir!

Um dia, de repente, um sentimento de nostalgia lhe invade e você se lembra de todo o tempo perdido, os minutos desperdiçados que não voltam mais. Entenda que o tempo é o nosso bem mais valioso; o tempo é vida.

É normal lembrar do passado; o que é prejudicial é viver com as feridas emocionais abertas. 
São elas que nos impedem de caminhar, viver o presente e desfrutar tudo o que temos.
A vertigem emocional

Acreditar que o passado foi melhor é garantia de sofrimento emocional no presente. Essa crença nos impede “de soltar e deixar ir” e podemos mergulhar num abismo profundo.

É assim que surge a vertigem emocional, que nos impede de esquecer o passado, curar nossas feridas e viver o presente. A limpeza do nosso passado

Algumas pessoas acreditam que olhar para o passado é perda de tempo; o importante é viver o presente. Dessa forma, as tristezas emocionais do passado vão se acumulando, criando “uma montanha de dor” cada vez maior.

Imagine que uma pessoa alérgica tenha como hábito varrer toda a poeira de casa para debaixo do tapete, achando que isso não vai afetá-la.

É o que acontece com as feridas emocionais. Precisamos nos libertar das correntes que nos ferem, para que as feridas não se aprofundem. 
O que você é hoje é fruto do seu passado, tenha sido ele bom ou ruim.

Revisando seu interior você não conseguirá mudar o passado, mas sim entender as partes negativas e não permitir que elas perturbem o seu presente. 
Isso é muito doloroso, mas abre espaço para o novo. Cicatrizar as feridas emocionais

Superar o medo do passado é a única forma de acabar com esse sofrimento. Vale a pena tentar curar as feridas do passado. Livre-se da sua carga e perceba o que o oprime.

Imagine que você está soltando um balão; as cordas que o prendem vão se afrouxando, até que ele se solta completamente. 
Deixe-o ir, enquanto olha para o céu até perdê-lo de vista, sorrindo e sentindo muita paz.
Liberte-se

Se não traz alegria para sua vida… Solte
Se não lhe faz feliz… Solte
Se permanece ao seu lado, mas não acrescenta nada de bom… Solte
Se procura segurança e assim evita o esforço de desenvolver-se… Solte
Se não reconhece suas qualidades… Solte
Se não lhe dá carinho… Solte
Se não promove o seu sucesso… Solte
Se diz, mas não faz… Solte
Se não há um lugar em sua vida para você… Solte
Se tenta mudá-lo… Solte
Se o amedronta… Solte
Se são mais desencontros do que acertos…Solte
Se simplesmente o faz sofrer…Solte

Liberte-se…a perda será muito menos dolorosa do que a dor de apegar-se “ao que já foi e não é mais”.

A Mente é Maravilhosa

domingo, 16 de agosto de 2015

ARRISQUE-SE! SAIA DA SUA ZONA DE CONFORTO


“Está proibido não sorrir para os problemas, não lutar pelo que ama, abandonar tudo por medo, não transformar seus sonhos em realidade.”
Pablo Neruda


Muitas vezes acreditamos que o destino, a sorte ou o azar, são os responsáveis pelo que nos acontece. 
Mas a verdade é que temos que aprender que somos responsáveis pelo nosso destino, que podemos mudá-lo, que podemos viver com liberdade e escolher entre as diferentes oportunidades que a vida nos oferece.

O que acontece é que, em muitas ocasiões, temos medo, nos dá vertigem mudar a nossa vida, mas temos que sair da nossa zona de conforto. 
Agarramo-nos ao ditado popular que diz 
“mais vale um pássaro na mão do que dois voando”.

Mas por que deveríamos nos contentar com este único pássaro?

Foi disso que o Psicólogo Senninger falou, em 2003, referindo-se às 3 zonas de aprendizagem que todos nós temos e que explicamos a seguir:

Zona de Conforto. 
É uma zona na qual nos encontramos sem medos. 
O restante é inferior aos nossos conhecimentos sobre a vida e sobre o viver, de forma que tudo é fácil e cômodo, nada nos assusta.

Zona de aprendizagem. 
Mesmo que não conheçamos bem essa zona, aos poucos, com experiência, podemos suportá-la. 
São pequenos desafios que a vida vai nos colocando e que vamos superando.

Zona de pânico.
Ninguém gosta da zona de pânico. 
Com ela, vem o medo, a desconfiança, o risco, 
a incerteza, o perigo…

Talvez chegue um novo amor em nossas vidas, que nos encha de alegria, e que também nos assuste porque estamos em nossa zona de conforto com uma pessoa que conhecemos a vida toda, mas com a qual não somos realmente felizes; ou um novo trabalho que nos causa medo por diferentes motivos, mas que, em muitos casos, provavelmente seria melhor do que o que tínhamos antes, com o qual havíamos nos acostumados e no qual nos sentimos cômodos, porque ele não nos implica novos desafios.

Mas o que há de ruim na zona de conforto se estamos bem nela? 
É que, sem nos darmos conta, essa zona de conforto vai se transformando em uma prisão, e pode ser que em algum momento das nossas vidas nos perguntemos: 
“E se eu tivesse feito aquilo que eu queria tanto e não fiz por medo?”; 
“E se eu tivesse decidido escolher aquele trabalho ou começar uma relação nova?”.

Esse “e se”, muitas vezes, vai machucar nosso interior…

É bom, portanto, sair um pouco da nossa zona de conforto, já que isso pode nos dar grande alegrias.

Há mais vida por trás da zona de conforto. 
Às vezes, vivemos em uma jaula de ouro, mas se começarmos a voar como os passarinhos que saem do ninho, daremo-nos conta de que o mundo estava cheio de coisas boas e diferentes para nós.

Sentiremo-nos mais vivos e cada vez melhor quando ultrapassarmos esses obstáculos, que simplesmente por medo nos limitavam. Porque viver com medo, um medo que às vezes só está em nossa cabeça, pode condicionar toda a nossa vida e não nos deixar tão felizes quanto gostaríamos.

Como podemos sair da zona de conforto?


– Aprenda a desaprender respostas rápidas, 
enfrente-se, arrisque-se!
– Aprenda que os fracassos nos deixam desanimados, mas também são inspiradores e podemos aprender muito com eles.
– Sinta prazer quando começar a lutar pelos seus sonhos e dê passos cada vez maiores.

Enfrente a vida de forma criativa!

A mente é maravilhosa

AS CINCO FERIDAS DA ALMA E AS AFIRMAÇÕES POSITIVAS


Olá, amigo(a)s!
Todos nós trazemos, desta vida e de vidas passadas, feridas, bloqueios ou traumas. Crenças limitantes que foram construídas por experiências dolorosas, pela educação que tivemos, por colheitas indesejáveis...
ou por coisas que a família, os amigos, a religião, as instituições nos fizeram acreditar.

Aprendi que antes de reencarnarmos, nossa alma escolhe os pais e as circunstâncias do nascimento por razões muito específicas. Estamos aqui para viver experiências e aprendizados, para expandir nossa consciência e assim curar as feridas da alma. 
Viemos para aprender a aceitar e amar incondicionalmente partes de nós que antes foram ignoradas e que por isso bloqueiam nossa caminhada, causando medo, auto-sabotagens e limitações.

Já dizia a famosa frase do Templo de Delfos: "Conhece-te a Ti mesmo e conhecerás todo o universo e os deuses, porque se o que procuras não achares primeiro dentro de ti mesmo, não acharás em lugar algum". 
Ao investigar nosso inconsciente, ao ter coragem para aceitar as nossas feridas, assumimos a responsabilidade por nossas colheitas. Deixamos de lado a posição da vítima e aprendemos a amar incondicionalmente. Esta é a chave para a transformação e cura da alma.

Já repararam que quando acusamos alguém de algo, sofremos acusações da mesma forma?

Sem aceitar as nossas feridas, sentimos-nos (consciente ou inconscientemente) culpados e envergonhados. Tornamo-nos também juízes dos outros. Como um espelho, atraímos circunstâncias e pessoas que nos fazem sentir de novo e de novo as feridas não aceitas, não compreendidas e não transformadas.

Os cinco feridas da alma mais comuns são:
- Rejeição
- Abandono
- Humilhação
- Traição
- Injustiça

Não necessariamente trazemos, todos nós, essas cinco chagas. Mas com humildade, coragem, disposição e sinceridade todos podemos reconhecer nossas feridas. Aceitar as feridas não significa que preferimos viver com elas. Pelo contrário. 
Significa que, como seres espirituais que optam por viver a experiência humana de "espiritualizar" e transcender a matéria, nos permitimos experimentar o ferimento e aprender com essas experiências.

Somos todos humanos. Reconhecer nossas limitações humanas é o primeiro passo no processo de cura. 
As nossas e a de todas as pessoas também. Isso é o que nos torna humildes, que nos permite descobrir a nossa herança divina. Se custamos a identificar nossas feridas é porque nós nos escondemos atrás de uma máscara, que foi construída para não as vermos ou as sentirmos.

A cura ocorre quando nos aceitamos plenamente, quando perdoamos a nós mesmos. Para isso temos que aceitar que somos inteiramente responsáveis por tudo o que acontece. Aceitar que acusamos os outros das mesmas coisas que os outros nos acusam...
Quando aprendemos a aceitar as nossas feridas estamos desenvolvendo AMOR. 
Estamos "espiritualizando" a matéria. Assim vamos deixando para trás medos, bloqueios, crenças limitantes, doenças e julgamentos.

Hoje temos à nossa disposição inúmeras terapias que nos permitem reconhecer e curar essas feridas. Como nunca antes na história da humanidade! 
O conhecimento e as oportunidades estão à nossa disposição, basta buscá-los.

Por exemplo: inspirado pelo trabalho de Louise Hay, gosto de criar afirmações positivas para transmutar as crenças limitantes, os bloqueios e as feridas sabotadoras da alma. É importante escolher, decorar algumas e repeti-las todos os dias, no banho, pelas ruas, no carro, antes de dormir, ao acordar, etc. 
Assim vamos aos poucos plantando novas sementes, transmutando velhas crenças e condicionamentos.

Estamos aqui para nos curar. Para aceitar que somos merecedores de luz, sucesso, prosperidade, amor, alegrias e felicidade. 
E não adianta apenas orar, pedir pro Universo. 
O Universo ajuda sim, mas temos que aprender a criar a nossa realidade, pois somos co-criadores.

E convido os amigos a compartilhá-las, repeti-las... e a criar as suas próprias também. Tem funcionado pra mim e acredito que funcione pra todos!

Afirmações Louise Hay

"Estou aqui para representar o crescimento, a beleza, a consciência, a prosperidade, o amor, a felicidade e a Luz. Tudo o que não faz parte disso fica cada vez mais para trás."

"Ao prosperar espiritualmente, prospero também materialmente."

"Ao cultivar meus talentos e seguir o caminho do coração, o amor, a prosperidade, a saúde e a felicidade se tornam partes da minha vida."

"Não há necessidade de cobrar nada de ninguém, pois tudo o que eu faço e doo com amor, volta multiplicado".

"Sou livre para seguir o caminho do coração. 
Nesse caminho está a criatividade, o prazer, o amor, a prosperidade e a alegria de viver".

"Eu perdoo meu passado, libero-me de julgamentos. Sigo livre de culpas e confiante em meu merecimento de ser feliz."

"Eu me apego sem me sentir preso, eu me desapego sem me sentir culpado. Escolho seguir livre e feliz o meu caminho."

“Escolho me sentir bem comigo mesmo. 
Mereço o amor que sinto por mim."

"Estou a cada dia mais consciente das atitudes, pensamentos e sentimentos que devo cultivar para atrair sucesso, abundância e prosperidade".

'Em nome da Divina Presença Eu Sou invoco os poderes da Chama Violeta para transmutar todas as negatividades dos meus corpos físico, emocional e mental. Que todas as energias contrárias ao equilíbrio sejam transmutadas e encaminhadas."

"Sigo confiante. 
Se algo deu errado, é para abrir espaço a novas oportunidades maiores e melhores que virão logo mais."

"Em nome da Divina Presença Eu Sou afirmo o equilíbrio e o fortalecimento de todas as minhas células e moléculas, afirmo minha saúde perfeita!"

"A minha paz interior se reflete em minhas relações. Meus pensamentos de prosperidade se refletem em meus ganhos".

"Somente atraio pessoas positivas, amorosas, carinhosas e incentivadoras para o meu mundo, 
pois procuro ser assim também".

"Mereço prosperar, pois a minha prosperidade permite que os outros também prosperem."

"Boas oportunidades me esperam. 
Estou prosperando a cada dia. 
A cada dia minha riqueza se multiplica."

"Tenho a cada dia mais consciência do meu valor. Meus pensamentos são grandiosos e me abro para receber todas as coisas boas da vida."

"Cultivo amor e respeito por mim mesmo, por isso sou respeitado por todos os que me rodeiam".

"Ao realizar o serviço conectado com minha missão, sinto-me merecedor e atraio oportunidades por todos os lados".

"Pago minhas contas com amor e gratidão. 
Assim a abundância flui livremente e tudo o que vai, volta mais!"

"Tenho consciência de quem Eu Sou e não preciso provar meu valor a ninguém."

"Eu agora dissolvo toda a negatividade. 
Estou livre de mágoas, dores, culpas e conceitos errados sobre o passado. 
Estou em paz com o Universo, com a vida e comigo mesmo."

“A cada dia beneficio mais pessoas com a minha prosperidade".

Sejamos felizes!!!

Marcelo Dalla